Sem acordo no campo democrático, Bolsonaro é reeleito

Bolsonaro deve ser reeleito, se não houver acordo entre as forças do campo democrático. Quem adverte é Marcos Nobre, presidente do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap). Em entrevista a Anna Beatriz Anjos, da Agência Pública (apublica.org), Nobre prevê que se a oposição não formar uma grande coalizão, “insistindo na estratégia de fidelizar parcelas do eleitorado”, fatalmente será tragado pelas urnas como ocorreu em 2018.

Nobre aponta o que as forças oposicionistas, parte da mídia e do próprio STF debatem quase que diariamente sem conseguir estabelecer uma linha de combate ou impor um freio: o que o capitão quer mesmo é “destruir as instituições democráticas”. O erro segundo ele é justamente subestimar o poder de fogo do capitão, que se apoia no seu terço do eleitorado para não sofrer impeachment. “O que me assusta, diz ele, é as pessoas acharem que ele está nas cordas. Todo outsider diz ´estou acuado e preciso de vocês para lutar contra esse sistema´. E todo mundo acredita.

Ele destaca ainda o nome do governador do Maranhão Flavio Dino (PC do B), que trabalha para aglutinar as forças do campo democrático, ao contrário de Lula, que agiria no sentido inverso.

Deixe uma resposta