PV pede à CPI investigação pelos povos indígenas

O PV encaminhou à CPI da Covid uma série questionamentos sobre a conduta do governo federal em relação às populações indígenas. No documento o PV aponta o desmonte da legislação e o discurso oficial que propiciou a invasão de mineradores e grileiros às suas terras, além da distribuição indiscriminada de hidroxicloroquina aos povos Yanomamis.

Observa ainda que a vulnerabilidade geográfica e sociodemográfica deste segmento de nossa sociedade, juntamente com as diversas negligências perpetradas pelo Estado, impõe grandes desafios às comunidades indígenas, às autoridades de saúde e a toda a sociedade para promover a proteção dessa população contra a doença.

Passam de mil mortos os indígenas vitimados pela Covid, de acordo com o Comitê Nacional de Vida e Memória Indígena, além de outros 54 mil infectados, algo alarmante para uma população de vuneráveis.

“Precisamos esclarecer com mais detalhamento as políticas que foram adotadas e as ações que foram negligenciadas, em especial, com atenção às populações indígenas, diz José Luiz Penna, presidente nacional do PV. “Este documento é uma colaboração técnica que fazemos aos senadores, qualificando o processo de investigação da comissão”.

No ofício o PV propõe ainda um capítulo sobre os povos tradicionais, com questionamentos diretos, de forma presencial, aos órgãos responsáveis por políticas públicas do setor.

Segundo o deputado Célio Studart, da bancada verde na Câmara Federal, que assina uma uma série de requerimentos por informações a respeito junto ao governo federal, a situação dos indígenas é de abandono à própria sorte e extremamente preocupante como avanço da doença.

“É impressionante acompanharmos os desmandos e as ações equivocadas do governo que colocam ainda mais em risco uma população já tão fragilizada”, diz Studart

Deixe uma resposta